A lei na forma de "ordenanças" em Efésios 2:15

. Postado na Categoria: IASD

A lei na forma de "ordenanças" em Efésios 2:15Recebi uma dúvida de um leitor do blog, referente a Efés. 2:15:

"aboliu, na sua carne, a lei dos mandamentos na forma de ordenanças, para que dos dois criasse, em si mesmo, um novo homem, fazendo a paz"

O rapaz disse que sua namorada estava analisando a pontuação do verso, e se perguntando que "ordenanças" eram estas que foram abolidas. Seria uma referência de Paulo à lei moral (os 10 Mandamentos) ou às leis cerimonais?

Como esta dúvida deve ser comum a outras pessoas, resolvi colocar aqui um esboço da resposta que enviei para o e-mail do meu caro companheiro de blogagem...rs

Olá, XXX.

Sua namorada, que gosta de gramática, como vc disse, precisar atentar primeiro para a diferença entre o Português e o Grego bíblico. A língua na qual foi escrita o Novo Testamento não trazia pontuação nem separação entre as palavras, as quais foram colocadas posteriormente. Portanto, não podemos basear uma concepção apenas na pontuação do texto em Português, sem antes conferir como ele está na língua original. Este mesmo problema ocorre, por exemplo, em Lucas 23:43.

Quanto a Efés. 2:15, temos o seguinte:

Não se pode compreender corretamente um verso sem obervar o que o autor disse antes e depois. Veja o que Paulo disse no v. 11:
"Portanto, lembrai-vos de que, outrora, vós, gentios na carne, chamados incircuncisão por aqueles que se intitulam circuncisos, na carne, por mãos humanas".

É aqui que ele inicia o pensamento que é concluído no v. 16:
"e reconciliasse ambos em um só corpo com Deus, por intermédio da cruz, destruindo por ela a inimizade".

É fácil verificar qual era o tema do "discurso" de Paulo: a inclusão dos gentios como sendo parte do povo de Deus na Nova Aliança. Ou seja, a partir de Jesus, não seriam apenas os judeus que fariam parte do povo de Deus, mas TODOS aqueles que entregassem suas vidas ao Salvador, Jesus. Por algum tempo, alguns discípulos (inclusive Pedro) continuaram crendo que os gentios (os povos não-judeus) que se convertessem deveriam continuar obedecendo as "ordenanças" judaicas, ou seja, praticar os rituais do judaismo, em especial a circuncusão. Foi necessário que ocorresse um Concílio em Jerusalém para que estes pensamentos fossem combatidos (cf. Atos 15). Apesar de eles terem tomado o voto de não cobrarem dos gentios convertidos nada além do que realmente era importante, muitos ainda continuaram pensando que os rituais judaicos deveriam ser observadores por eles. A carta aos Gálatas é uma prova de que Paulo enfrentou duros debates sobre este tema (mesmo após o concílio de Jerusalém), e nesta carta ele chega a citar um momento de "discussão" que teve com Pedro sobre o assunto (cf. Gál. 2:11).

Portanto, o tema que Paulo estava ensinando em Efés. 2:11-16, como vemos no texto, era exatamente esta "liberdade" que os gentios convertidos receberam com relação aos antigos rituais judaicos que prenunciavam a chegada do Messias (em especial, as festas de sacrifício - Lev. 23 - e a circuncisão).

O texto mostra que os 10 mandamentos não eram o alvo da declaração de Paulo, pois ele mesmo cita em Efés. 6:2 um dos 10 mandamentos, mostrando que eles tinham total validade para os crentes da Nova Aliança.

Seria uma incoerência absurda de Paulo dizer no capítulo 2 que os 10 mandamenos foram "abolidos", e citar logo seguida o 5º mandamento como sendo importante no trato entre pais e filhos. Não acha?!

Concluindo, em Efés. 2:15 Paulo está dizendo que as ordenanças judaicas perderam o sentido para os gentios convertidos, pois estes baseiam sua fé em algo muito mais importante e eficaz: o sacrifício de Jesus na cruz. A passagem nada tem que ver com os 10 Mandamentos, que Paulo considerava como sendo válidos para todos os crentes em Jesus.

::::::

A distinção entre a lei moral e a lei cerimonial é muito clara na Bíblia. Infelizmente, muitos pregadores evangélicos da atualidade insistem em não admitirem este fato, e usam passagens isoladas para defenderem a ideia absurda (e diabólica!) de que a Lei Moral de Deus passou.

Graças ao bom Deus, que concede iluminação do Espírito Santo a todo inquiridor sincero e humilde, que esteja disposto a ter seus olhos abertos e poder contemplar a beleza da obediência aos reclamos da Santa Lei de Deus!

"Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos" (Tiago 2:10).

Autor: Prof. Gilson Medeiros

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or